Preço dos produtos básicos sobe em janeiro em Chapecó

Cesto básico teve elevação de 0,66%

- Publicidade -
 

O começo de 2020 apresenta pequena alta no custo dos produtos básicos em Chapecó. O cesto de 57 itens, com elevação de 0,66%, foi de R$ 1.367,18 para R$ 1.376,19, diferença de R$ 9,01. Já a cesta básica de 13 produtos subiu 1,54%, de R$ 322,48 para R$ 327,43. Esses números são de levantamento conjunto realizado nos últimos dias 2 e 3 pelo curso de Ciências Econômicas da Unochapecó e o Sindicato do Comércio da Região de Chapecó, por meio do Sicom Pesquisas, em 10 supermercados da cidade.

Em relação a janeiro do ano passado, quando custou R$1.339,22, o cesto básico teve elevação de 2,76%. No mesmo comparativo de 12 meses, a cesta básica registrou acréscimo de 8,35%, pois no início de 2019 seu custo era de R$ 302,21.

Na análise por grupos e subgrupos, produtos alimentares apresentaram a maior variação de alta, de 1,24%, em relação a dezembro, de 4,60% comparativamente a janeiro do ano passado. Nos subgrupos, os produtos in natura registraram a maior variação positiva, de 4,57%, seguidos por higiene, de 2,13%. Os produtos não alimentares apresentaram aumento de 1,21%, enquanto o grupo dos tarifados teve variação negativa de 1,34%. 

Mais e menos

No cesto de 57 produtos, o repolho foi o produto que apresentou maior de alta, de 39,29%, seguido pelo extrato de tomate (28,51%) e pela laranja suco (28,02%). Entre os produtos que apresentaram variação percentual negativa, a principal foi do sal de cozinha, em 28,40%. Em seguida estão a farinha de milho (-17,94%) e a batata doce (-13,74%).

Entre os 13 produtos da cesta básica, as maiores altas foram no leite integral longa vida, de 19,18%, e na batata inglesa, de 11,79%, enquanto as principais quedas de custo ocorreram no arroz, em 5,98%, e no pão francês, em 2,28%.


DEIXE SEU COMENTÁRIO

Bons preços compensaram perdas da safra de verão em SC
BRDE abre inscrições para apoio a projetos por meio de incentivos fiscais
72% das exportações catarinenses foram do agronegócio
Índice de confiança do consumidor chapecoense aumenta 9,60% de junho para julho
Planos de telefonia móvel reduzem custos das empresas em até 80%
Bares e restaurantes: 5 dicas para organizar o estabelecimento na pandemia
Fapesc prorroga inscrições para programa de pré-incubação de ideias
Concórdia quer ser um dos principais destinos turísticos do interior catarinense
ExpoFemi, de Xanxerê, é transferida para maio de 2021
Como será a vida das empresas na pós-pandemia?