Projeção para a Chape operar o milagre no Brasileirão: ganhar 7 e empatar 1... em 8 rodadas

Em situação delicada na tabela, Verdão visita o Bahia nesta quarta (6)

- Publicidade -
 

Matematicamente, a Chapecoense ainda tem chance de se manter na Série A do futebol brasileiro. É possível, mas improvável. O clube do Oeste catarinense precisaria de um aproveitamento próximo de 100% nas oito rodadas restantes para evitar o rebaixamento à Série B nacional. O primeiro dos últimos oito jogos da equipe verde-branca até o fim do campeonato será nesta quarta-feira (6), às 21h30, contra o Bahia, na Arena Fonte Nova, em Salvador (BA).

O primeiro time fora do Z4 é o Cruzeiro, com 33 pontos. Esta é a mesma pontuação de Botafogo (14º) e Ceará (15º). Se o 16º colocado terminar a competição com este aproveitamento (36,66%), somará 41,8 pontos, arredondando, 42. Logo, 43 pontos seriam suficientes para escapar da degola no Brasileirão 2018. Por esta projeção, a Chape, que possui 21 pontos (23,33%), em penúltimo lugar, teria de marcar mais 22 para operar o “milagre”. Isso corresponde a sete vitórias e um empate em oito partidas – 91,66% de aproveitamento.

O Verdão não chegará aos 43 pontos em caso de derrota nesta noite. Mesmo assim, o descenso não estará sacramentado de forma matemática, pois, na pior das hipóteses, o time do técnico Marquinhos Santos terminará a rodada 15 pontos atrás do 16º, faltando 21 a serem disputados. A necessidade de pontuação também pode diminuir dependendo dos resultados dos concorrentes diretos. Então, se a equipe da Chapecoense continua sonhando na permanência na elite, o duelo desta quarta-feira é uma “final da Copa do Mundo”.

O último treino ocorreu nesta terça (5). O elenco da Chapecoense foi a campo pela manhã, no CT do Palmeiras, em São Paulo (SP). As atividades tiveram ênfase na parte tática, em situações ofensivas e defensivas. Marquinhos Santos conta com o atacante Henrique Almeida, que cumpriu suspensão pelo terceiro cartão amarelo e pode retornar na vaga de Dalberto, e o goleiro João Ricardo, que se recuperou de desconforto muscular e volta à titularidade na vaga de Tiepo.

Por outro lado, a comissão técnica decidiu poupar o meia Camilo, embora estivesse treinando normal. Ele não viajou com o grupo e será substituído por Vini Locatelli ou Gustavo Campanharo. Cogita-se que Marquinhos possa tirar o atacante lateral direito Eduardo e colocar o volante Amaral, recuando o atacante Renato. No Tricolor baiano – 10º com 42 pontos –, uma mudança no meio de campo: Gregore volta de suspensão, saindo João Pedro.

Com foco na melhor preparação e o descanso da equipe, a delegação verde-branca embarcou em Chapecó no início da noite de segunda (4) para a capital paulista, onde ficou concentrada, e seguiu na tarde desta terça para o Nordeste.


BAHIA x CHAPECOENSE

Bahia: Douglas; Nino Paraiba, Lucas Fonseca, Juninho e Moisés; Gregore, Flávio, Élber e Marco Antônio; Artur e Fernandão. Técnico: Roger Machado.

Chapecoense: João Ricardo; Renato, Douglas, Rafael Pereira e Bruno Pacheco; Amaral, Márcio Araújo, Vini Locatelli e Roberto; Henrique Almeida e Everaldo. Técnico: Marquinhos Santos.

Arbitragem: Vinícius Furlan, auxiliado por Marcelo Carvalho Van Gasse (Fifa) e Daniel Luís Marques – trio de São Paulo. VAR: Marcelo Henrique de Góis (SP).

Data: 6 de novembro de 2019. Horário: 21h30. Local: Arena Fonte Nova, em Salvador (BA).

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Após rescindir com a Chape, Bryan diz estar 'voltando para casa' ao acertar com o Náutico
Chapecoense contra o Ceará: Amaral na zaga, nova chance a V. Locatelli e volta de H. Almeida
Chapecoense vence o Avaí e larga em vantagem na decisão do Catarinense Sub-15
Adversário de Maninho De Nes na eleição, Mano Dal Piva é o novo vice de futebol da Chape
Em clima de decisão, técnico Yan trabalha mentalidade vencedora no sub-15 da Chapecoense
Site esportivo da Itália sobre o momento da Chapecoense: falência e rebaixamento
Em reformulação fora de campo, Chapecoense começa a anunciar novos dirigentes após renúncias
Revelação da base, Hiago é o único zagueiro da Chapecoense em condição de jogo
Chapecoense pode ser rebaixada, matematicamente, na próxima rodada do Brasileirão
Chape paga salário dos funcionários com renda do último jogo. Atletas ainda esperam