Quero fazer história nesse clube que me acolheu, diz jovem Guedes, revelação da Chape

Clube encaminhou renovação de contrato para até dezembro de 2022

- Publicidade -
 

Vinícius Guedes deixou o Noroeste do Rio Grande do Sul com apenas 11 anos para realizar um sonho: tornar-se jogador profissional de futebol. Conseguiu. Aos 20, o jovem nascido na pequena Tapera, de cerca de 10 mil habitantes, está no grupo principal da Chapecoense. Ele já começa a conquistar espaço na equipe. O volante foi titular nas duas últimas partidas antes da paralisação do calendário esportivo, devido à pandemia do novo coronavírus.

O gosto pelo futebol vem de família. “Os meus tios (um deles chegou a atuar profissionalmente) e o meu pai sempre jogaram”, disse a revelação verde-branca, em entrevista coletiva. Os primeiros passos de Guedes no esporte foram dados no futsal de sua cidade, nas equipes do América e da ADAJ. Aos nove, foi jogar pelo Russo Preto, do município vizinho de Não-Me-Toque. Aos 11, mudou-se para a capital gaúcha. Por cinco anos, jogou na base do Internacional, de Porto Alegre.

O ciclo no Colorado terminou, mas Guedes não esmoreceu. A Chape apareceu no caminho do adolescente. Aos 16 anos, o gaúcho rumou para o Oeste de SC, onde se encontra até hoje. Destaque nas categorias inferiores, passou a integrar o elenco profissional nesta temporada. Assim como os outros calouros, foi submetido ao trote do cabelo raspado. Não mais careca, ele recebeu a primeira chance como titular e aprovou. Logo na estreia, marcou um belo gol na vitória por 3 a 0 sobre o Joinville, em Chapecó.

Personalidade

O técnico Umberto Louzer manteve Guedes no 11 inicial para o duelo seguinte pela Série A do Campeonato Catarinense. Assim, o meio-campista esteve em campo no triunfo diante do Tubarão, no Sul do Estado, pelo placar de 3 a 1, resultado que classificou o Verdão às quartas de final. “Graças à Deus, tive a felicidade de aproveitar as oportunidades que me foram dadas. O meu próximo passo é me firmar na Chape. Quero fazer história nesse clube que me acolheu”, disse.

É comum jovens sentirem o peso da camisa nos primeiros jogos, mas isso não aconteceu com Guedes. “O professor Umberto tem um carinho muito especial com a gente que é mais jovem. Ele passa muita confiança, conversa conosco. Depois dos jogos, chama na sala, aponta erros e acertos e diz o que podemos melhorar. Isso facilita muito para nós que estamos começando agora”, disse o volante, ressaltando a importância do treinador para driblar o nervosismo da estreia.

Renovação de contrato

Promissor, Guedes foi procurado pela diretoria da agremiação do Oeste para estender o vínculo. As duas partes encaminharam a prorrogação do contrato para até dezembro de 2022. O atleta assinará com o clube verde-branco nos próximos dias.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Mais um reforço! Chapecoense anuncia a contratação do volante Willian Oliveira
Chapecoense anuncia a contratação do atacante Fernandinho
Alan Ruschel garante desejo de ficar na Chapecoense, mas avisa: futebol é feito de oportunidades
É outra motivação, afirma Anderson Leite sobre a volta dos treinos presenciais na Chape
Sócio da Chapecoense terá novos descontos em estabelecimentos conveniados
Volante Alan Santos sobre a volta dos treinos na Chapecoense: Muita alegria
Vini Locatelli avalia volta aos gramados: A Chape está nos dando toda a segurança
Técnico Umberto Louzer valoriza marca na Chapecoense: 100 dias é um número expressivo
Avaliações físicas marcam volta dos atletas da Chape ao CT
Dois dos 260 testes para covid-19 na Chape deram positivo. Clube volta a treinar quarta (27)