Robô antibomba é entregue à Polícia Militar de SC

Governo Federal entregou o equipamento em solenidade nesta terça-feira (14). Robô Teodor será utilizado pela equipe Cobra do Bope

- Publicidade -
 

A partir desta terça-feira (14), a Polícia Militar de Santa Catarina passa a contar com um importante aliado, entregue pelo Governo Federal em uma solenidade realizada no Comando-Geral da Polícia Militar. O robô antibomba, que recebeu o nome de Teodor, foi transferido definitivamente à PMSC.


A governadora em exercício, Daniela Reinehr, que recepcionou as autoridades federais ainda pela manhã, agradeceu à doação do Governo Federal e disse que a máquina ajudará não apenas na desativação de artefatos explosivos, mas também na preservação das vidas dos agentes de segurança.


“Agradecemos à Senasp por ter feito essa cessão. O robô será essencial, pois é um equipamento que agrega muito não apenas na qualidade do trabalho do policial, mas também na Segurança Pública como um todo, ajudando a melhorar nossos índices”, destacou a governadora.

 

Controlado remotamente


O robô foi comprado pelo Governo Federal por um custo aproximado de R$ 1,1 milhão. Ele pode chegar a dois metros de altura, sendo controlado remotamente a até um quilômetro de distância do local da intervenção. A operação da máquina ficará a cargo do Comando de Operações de Busca, Resgate e Assalto (Cobra), do Bope.


Para o secretário nacional da Segurança Pública substituto, Freibergue Rubem do Nascimento, o fato de Santa Catarina ter conquistado padrões de excelência na área de Segurança Pública ajudou na escolha do Estado como destino do robô. Com a doação, Santa Catarina passar a ser um dos cinco estados do Brasil a possuir o aparelho. Segundo Nascimento, a política catarinense, com o Colegiado Superior, é destaque em nível nacional.


“Eu e a governadora em exercício temos conversado bastante, e a nossa ideia é não se limitar apenas à doação de material, mas também buscar a capacitação de pessoal, com a entrada de mais recursos, de modo que a Segurança Pública esteja num nível bem acima do padrão latino americano. Santa Catarina é referência”, disse.


O comandante da PMSC, Araújo Gomes destacou que o robô, por utilizar uma tecnologia de ponta, trará mais efetividade no trabalho exercido pelos explosivistas do Cobra. Na opinião do coronel, a doação representa uma coroação do trabalho realizado pelas forças de segurança catarinenses:


“O robô leva o nosso esquadrão antibombas a um novo patamar, semelhantes às principais forças do mundo que atuam com esse tipo de problema. Tudo isso é fruto do trabalho de cooperação do Governo do Estado com o Governo Federal”.


Em discurso, o presidente do Colegiado Superior de Segurança Pública e Perícia Oficial, delegado Paulo Koerich, destacou a queda dos índices criminais de Santa Catarina e o desafio das instituições de segurança em mantê-los e melhorá-los.

“Todo equipamento que venha para agregar no trabalho das forças de segurança é bem-vindo. Nosso Estado tem apresentado queda nos índices de criminalidade e nosso dever é manter isso”, ressaltou.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

MP pede arquivamento de caso de acusado de matar homem em Concórdia
Primeiro júri popular do ano em São Miguel do Oeste ocorre quarta-feira
Robô antibomba é entregue à Polícia Militar de SC
Caixas de frango se soltam de caminhão e atingem viatura dos Bombeiros em São Domingos
Número de focos da dengue em Chapecó umenta 29% em 2019
Polícia Civil nomeia 3ª DP com nome do delegado Márcio Marcelino
Motociclista morre em acidente com caminhão em Chapecó
135 videoaudiências realizadas pela comarca de Chapecó em 2019
Votação para escolha das bandas locais entra na reta final
Família é vítima de assalto em Nova Erechim