Rodovia SC-160 passa a se chamar Rodovia Milton Sander

Projeto foi proposto pelo deputado estadual Altair Silva

- Publicidade -
 

Foi aprovado por unanimidade no plenário da Assembleia Legislativa do Estado (Alesc), o projeto de lei 99/2019, de autoria do deputado estadual Altair Silva (PP), que denomina a SC-160, entre Saudades e São Carlos, de Rodovia Milton Sander. Ex-deputado estadual, ex-prefeito de Chapecó por dois mandatos, Sander nasceu em São Carlos em 1943 e deixou marcas positivas no Grande Oeste.

A homenagem póstuma é o reconhecimento a um grande ser humano. “Essa foi uma forma que encontramos de reconhecer um pouco do trabalho realizada por Milton Sander a Chapecó e toda região. O Dr. Asfalto como era conhecido, pelo grande número de obras que realizou, nos deixou no último ano e queremos eternizar esse grande líder visionário chapecoense que marcou a história”, comentou Altair.

::: Participe do nosso grupo de WhatsApp :::

Milton Sander nasceu em 30 de abril de 1943 em Chapecó (Distrito de São Carlos). Sander foi uma liderança que marcou a história política de Chapecó por suas realizações, e estava aposentado. Foi prefeito de Chapecó por dois mandatos (1977-1983 e 1989-1993), e entre as principais obras em Chapecó estão:

• O asfaltamento de inúmeras obras de pavimentação na cidade, o que lhe rendeu o reconhecimento como “Dr. Asfalto”. 

• Hospital Regional do Oeste (HRO);

• Aeroporto Municipal Serafim Enoss Bertaso;

• Terminal Rodoviário Municipal Raul Ires Pigatto Bartolamei, denominado em 1991;

• Monumento “O Desbravador” – inaugurado em 25 de agosto de 1981;

• Implantação da Escola de Artes de Chapecó, em 1979;

• Criação e instalação do Museu Municipal Antônio Selistre de Campos em 25/08/1989.

::: Acompanhe as últimas notícias de Chapecó e região :::

Em 1986 foi candidato ao Senado, e em 1994, candidato a vice-governador na chapa de Ângela Amin. Em 1998, foi eleito deputado estadual pelo PPB com 28.884 votos, para o mandato 1999/2003. Em 2002 e 2006 foi novamente candidato a deputado estadual, ficando na suplência. Em 1996 e 2004 foi candidato a prefeito de Chapecó.

Sander ainda marcou história como secretário Estadual de Santa Catarina em Brasília. Participou da fundação de grandes instituições: Associação Chapecoense de Futebol, Loja Maçônica Silêncio de Elêusis, Fundeste, Fecam (primeiro presidente, estando à frente da entidade de 1980 a 1982, e novamente entre 1989 e 1990), Amosc (presidente em 1981), da Confederação Nacional de Municípios (CNM), da Confederação Latino-Americana de Municípios, com sede em Quito (Equador) e foi o primeiro presidente da Comissão do Mercosul da Assembleia Legislativa de Santa Catarina.

Ele morreu no dia 31 de dezembro de 2018, aos 75 anos, em Chapecó.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

PP de Chapecó realiza convenção municipal neste sábado (7)
Governo do Estado libera R$ 8 milhões para obras na região do Alto Uruguai
Luciano Buligon faz balanço das ações deste ano e projeções para 2020
Audiência pública da Alesc debate GTA e exames de mormo e anemia equina
Ex-secretário e quatro empresas são condenados por fraudar licitações para manutenção de ônibus escolares
Altair Silva apresenta emendas para recuperação da SC-283
Trocas de secretários previstas para o início do ano em Chapecó
Votação da reforma da Previdência estadual fica para 2020
Desembargador Ricardo Roesler é eleito presidente do Tribunal de Justiça de SC
Câmara de Chapecó aprova orçamento para 2020