Saiba mais sobre o Boavista, adversário da Chapecoense na Copa do Brasil

Falta uma semana para o confronto pela competição nacional. Jornalista do Rio de Janeiro comenta sobre a equipe fluminense

- Publicidade -
 

Léo Pinheiro, repórter do site FutRio

O Boavista é uma das sensações da atual edição do Campeonato Carioca, já que não é qualquer equipe que consegue ficar em uma competição, nesse momento do cenário nacional, a frente do Flamengo em uma tabela de classificação – mesmo que o Rubro-Negro tenha utilizado um time composto por jovens no começo do Estadual.

A equipe é comandada por Paulo Bonamigo, experiente e rodado treinador. Esse acaba sendo justamente o perfil do grupo formado por João Paulo de Magalhães Lins – gestor do time de Saquarema, cidade da Região dos Lagos do Rio de Janeiro. Jogadores rodados e com bagagem no futebol. O pessoal que costuma acompanhar os jogos costuma brincar que é o time dos “aqueles”: “Esse é aquele ex-Flamengo? Sim, é ele”.

O número de jogadores que passaram por times gigantes do Rio e do Brasil é grande. Kléver, Elivelton, Wellington Silva, Everton Silva, Érick Flores, Fernando Bob, Caio Dantas, Tartá, Kadu Fernandes, entre outros.

Três jogadores comandam o time nesta temporada. Tartá, "aquele", ex-Fluminense e Vitória, que vem atuando aberto pela ponta esquerda, explorando a velocidade. Jefferson Renan, ex-Brusque e Figueirense, do mesmo jeito, só que do lado contrário. E no meio campo Fernando Bob, também com passagem pelo Flu e Ponte Preta. Ele é quem dita o ritmo de jogo. Atua de cabeça erguida. Todas as jogadas do time passam pelos pés do jogador que faz a atual função de meia "área a área".

Acredito que o ponto fraco é acaba sendo a primeira linha de defesa. Douglas Pedroso é volante de origem, vem atuando no miolo de zaga e não vai tão bem pelo alto, apesar de ser bom no combate. Elivelton, ex-Fluminense, em determinadas oportunidades demonstra lentidão ao acompanhar contra golpes. Os laterais são bons no apoio, mas na recomposição dão espaços por onde os rivais costumam jogar.

Ainda falta uma semana para o jogo da Copa do Brasil e, neste meio tempo, tem a semifinal da Taça Guanabara, o primeiro turno do Cariocão. Eu, pelas pretensões sempre ditas pela diretoria, de inclusão do clube no cenário nacional, vejo o time de Bonamigo indo com força máxima.

Desta maneira, apostaria na seguinte equipe para o jogo com a Chape, um 4-5-1 se alternando para um 4-3-3: Klever; Wellington Silva, Douglas Pedroso, Elivelton e Jean; Fernando Bob, Erick Flores, Michel, Jefferson Renan e Tartá; Caio Dantas.

 

NÚMEROS

6 jogos em 2020*

4 vitórias

1 empate

1 derrota

9 gols marcados

3 gols sofridos

13 pts (líder do Grupo A)

72,2% de aproveitamento

Observação: 2ª melhor campanha da Taça Guanabara (1º turno do Estadual do Rio), atrás apenas do Fluminense (15 pts, líder da chave B).

*Todos pelo Campeonato Carioca

 

Resultados

Resende 0x0 Boavista

Macaé 0x3 Boavista

Boavista 0x1 Vasco

Boavista 3x1 Madureira

Fluminense 0x1 Boavista

Boavista 2x1 Volta Redonda

 

Contra o Verdão

A partida entre Boavista e Chapecoense está marcada para a próxima quarta-feira, 19, às 19h15, no estádio Elcyr Resende, em Saquarema (RJ). A casa do time fluminense tem capacidade para 10 mil pessoas, conforme o site oficial do clube. A Chape tem a vantagem do empate para se classificar à segunda fase da Copa do Brasil por estar em melhor colocação no ranking da CBF.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Time feminino da Chapecoense retoma as atividades de olho no Brasileiro da Série A2
Bruno Silva e Evandro entram no BID e estão regularizados para reforçar a Chape
Chape sem Alan Ruschel e Denner contra o Náutico. Thiago Ribeiro é relacionado
Zagueiros da Chapecoense apresentam a nova camisa número 3 para celebrar título
Chapecoense volta a treinar após conquista do Estadual e apresenta atacante Felipe Garcia
Em 3 anos, Louzer vence 2° estadual da carreira. Primeiro no Guarani, agora na Chape
Para soltar grito de 'é campeão'. Chape chega com festa após resgatar hegemonia em SC
Jogadores da Chape dedicam conquista a massagista Douglas Mendes, que morreu em junho
Título premia recuperação da Chapecoense no Estadual
Campeã estadual, Chape desembarca em Chapecó na manhã desta segunda-feira