SC fecha ano de 2019 com menor taxa de desemprego do país

Dados foram analisados pela PNAD Contínua e divulgados pelo IBGE, referentes ao quarto trimestre de 2019

- Publicidade -
 

Dados divulgados, na sexta-feira (14), pelo Instituto Brasileiro de Pesquisa e Estatística (IBGE), levantados e analisados pela Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (PNAD Contínua), mostra que Santa Catarina encerrou o ano de 2019 com a menor taxa de desemprego do país. O estado teve uma taxa de desocupação de 5,3% no quarto trimestre, a menor do Brasil. O número representa uma queda em relação ao terceiro trimestre, quando o índice estava em 5,8%.

O indicador é fruto da geração de empregos no ano passado, quando o estado teve um saldo positivo de 71,4 mil vagas formais, melhor resultado em nove anos. A queda do desemprego foi comemorada pelo governador Carlos Moisés, que enfatizou que o desempenho economia catarinense é bastante satisfatório, muito acima da média brasileira.

“Nossa taxa de desemprego é menos da metade da brasileira, que fechou o quarto trimestre em 11%. Conseguimos reduzir a desocupação em Santa Catarina em quase dois pontos percentuais ao longo de 2019, o que foi um resultado e tanto. Temos o desafio de continuar com esse ritmo forte de geração de empregos em 2020”, apontou Moisés.

Outro dado positivo para Santa Catarina foi a taxa de informalidade na economia, que também é a menor do Brasil, com 27,3%. No Pará, por exemplo, esse número ficou em 62,4%, enquanto a média nacional foi de 41,3%.

 Gráfico: Secom/SC   Dados:  PNAD Contínua/IBGE

 Para o secretário de Estado do Desenvolvimento Econômico, Lucas Esmeraldino, o trabalho realizado para a atração de empresas e ampliação de negócios tem se mostrado efetivo.

“Temos um povo empreendedor, que cria oportunidades e faz acontecer. Além, disso, todas as nossas regiões têm atrativos para os mais distintos ramos de negócios. Somos um estado seguro, com índices de criminalidade em queda. Confiamos também numa retomada mais firme da economia nacional em 2020, o que trará um efeito positivo para Santa Catarina”, destacou Esmeraldino.

71,4 mil novos empregos

O dado que trata sobre a redução da taxa de desemprego do estado vem de encontro com outro dado positivo divulgado em janeiro: em 2019, SC criou mais de 71,4 mil vagas formais de emprego segundo divulgado pelo Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), dado que é o melhor dos últimos 9 anos.

No acumulado do ano, o número só foi menor do que São Paulo e Minas Gerais, que têm populações seis e três vezes maiores do que a catarinense, respectivamente. O setor de serviços foi responsável por 33,6 mil novos postos de trabalho formais. Depois aparece a indústria da transformação (18.256) e comércio (11.876).

Em nível nacional, o Brasil encerrou o ano com um saldo positivo de 644.079, resultado também melhor que o do ano anterior, quando foram gerados 529.554 empregos formais. Em dezembro, o saldo foi negativo em 307.311.

 

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Medidas para minimizar prejuízos com a estiagem no meio rural são anunciadas em SC
Atenção, empresários! Crédito para folha de pagamento já está disponível nos bancos
"Temos que manter respirando e oxigenada a economia brasileira", afirma ministro
Receita Federal adia prazo de entrega da declaração do Imposto de Renda
Caixa começa a pagar nesta quarta-feira (1º) o saque-aniversário
BRDE anuncia medidas de apoio a empresas do Sul
Preço do gás de cozinha terá redução de 10%
Bancos prorrogam pagamentos de dívidas por 60 dias
Cenoura e ovos têm maior aumento no cesto básico em Chapecó
Feirão da Serasa renegocia dívidas com desconto de até 98%