Servidores da prefeitura de Coronel Freitas decretam greve

O movimento de paralisação iniciará na próxima terça-feira (17)

- Publicidade -
 

Em assembleia do Sindicato dos Trabalhadores no Serviço Público Municipal de Chapecó e Região (Sitespm-CHR), realizada durante esta semana, os servidores municipais da prefeitura de Coronel Freitas decretaram greve. O movimento de paralisação iniciará na próxima terça-feira (17), com concentração em frente à prefeitura, às 7h30.

::: Participe do nosso grupo de WhatsApp :::

Conforme os servidores municipais de Coronel Freitas, a greve se deve ao fato de o prefeito Izeu Tozetto (MDB) não ter atendido as reivindicações da categoria, através do Sitespm-CHR. Ainda, a administração municipal teria concedido aumento real somente para alguns servidores, deixando a maioria dos funcionários sem reajuste salarial.

A presidente do sindicato, Vania Barcellos, protocolou o comunicado de greve na prefeitura. A direção do Sitespm-CHR informa que se coloca à disposição para a negociação com o prefeito. Será realizada nova assembleia dos servidores na segunda-feira (16), dia anterior à greve, para avaliar a posição do governo com relação à pauta dos servidores.

::: Acompanhe as últimas notícias de Chapecó e região :::

Reivindicações

Na pauta de reivindicações, está aumento no vencimento para todos os servidores, menos para os que já receberam aumento, no valor de R$ 150; e auxílio alimentação para os servidores, incluindo os ACTs, no valor de R$ 150.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Convênio garante novo Contorno Viário em Chapecó
Nova ala no Hospital Regional do Oeste será entregue nesta sexta-feira (21)
Reajuste do salário mínimo estadual segue para sanção do governador
Bancada do Oeste cobra revitalização de rodovias estaduais da região
ACIC discute ações no Oeste catarinense com a vice-governadora do Estado
Bancada do Oeste elege novo coordenador e define prioridades para 2020
Casan e Consórcio Iberê renovam convênio para proteção da Mata Ciliar
PSL catarinense notifica quatro deputados sobre processo de expulsão
Entenda como vai funcionar a escola cívico-militar de Chapecó
Reunião debate transporte e destino de resíduos sólidos em Chapecó