Só três times do Catarinense de Futebol confirmaram volta aos treinos presenciais

Jogadores do Brusque se reapresentaram nesta quinta-feira (14). Chapecoense e Juventus vão reiniciar trabalhos na próxima semana

- Publicidade -
 

Apenas três dos 10 clubes da edição de 2020 da Série A do Estadual confirmaram o retorno aos treinos presenciais. A Chapecoense é um dos times que resolveu voltar a fazer atividades em suas instalações. O Concórdia vai continuar com os trabalhos remotos. A Federação Catarinense de Futebol (FCF) tem a intenção recomeçar a competição no início de junho.

Portaria da Secretaria de Estado da Saúde, publicada na última segunda-feira (11) no Diário Oficial, autorizou as equipes profissionais e amadoras, com atletas acima de 12 anos, a retomarem os treinamentos em seus ambientes. Porém, o governo impôs uma série de exigências sanitárias, 24 ao todo, entre elas a proibição de contato físico entre os jogadores, o que impede a realização dos tradicionais coletivos. No caso do futebol, cada um terá de fazer exercícios com a sua bola.

A Chape comunicou em seu site oficial que irá treinar em seus espaços, o CT da Água Amarela e a Arena Condá. O início da programação só irá acontecer após todos os atletas, funcionários e familiares serem testados para o novo coronavírus. O departamento de futebol prevê a retomada dos treinamentos para a próxima semana. Enquanto isso, os jogadores continuam trabalhando fisicamente em casa, mediante orientações da comissão técnica por videoconferência.

O Brusque se reapresentou nesta quinta (14). A agremiação do Vale do Itajaí não testará os seus atletas e colaboradores, ao contrário do que estabelece o protocolo médico elaborado pela FCF e a Associação de Clubes de Futebol Profissional de SC. O médico do clube, André Karnikowski, justifica a decisão à ausência da obrigatoriedade de testagem na portaria do governo estadual. Ele afirma que os jogadores passarão por avaliação clínica diária. O Juventus, de Jaraguá do Sul, retornará aos treinos nesta segunda (19).

Continuam em casa

Na maioria dos times do Catarinão, os jogadores vão continuar se exercitando em casa. O Avaí queria retomar as atividades, inclusive já testou atletas e funcionários, mas o prefeito de Florianópolis, Gean Loureiro, vetou os treinos presenciais. O Figueirense, que também é da capital, poderia retornar aos trabalhos, pois o seu CT fica em Palhoça – município que não se opõe à autorização do Estado –, mas optou em manter o modelo remoto, por enquanto.

Assim como em Florianópolis, as prefeituras de Concórdia e Tubarão não autorizaram a volta dos treinamentos nos clubes, por conta do avanço da covid-19. Portanto, mais duas equipes que não podem treinar. O Galo do Oeste, inclusive, apoia a postura da administração municipal. O Criciúma e o Marcílio Dias só se reapresentarão quando ficar definida uma data para o recomeço do Catarinão. O Joinville ainda não decidiu sobre o assunto.

Data prevista

O Estadual está suspenso por tempo indeterminado desde a metade de março. A FCF, juntamente com a SC Clubes, reuniu-se com o governador Carlos Moisés da Silva na última terça (12) e saiu do encontro destacando a possibilidade de retomada do certame em 5 de junho. Ficou acertada a criação de um grupo de trabalho envolvendo as três partes para tratar da volta do futebol. Porém, faltam menos de três semanas para este dia e em alguns clubes sequer têm liberação para realizar atividades presenciais.

Mata-mata

Parado desde 16 de março, um dia após o encerramento da fase classificatória, o Catarinense de Futebol está na dependência do mata-mata para ser encerrado. São necessárias mais seis datas. Oito times continuam na briga pelo título, e um deles é a Chapecoense. O Verdão, que ficou com a última vaga às quartas de final, terá pela frente o Avaí, líder da primeira etapa. O jogo de ida será em Chapecó, e a volta em Florianópolis.

Os outros confrontos são Brusque x Joinville, Figueirense x Juventus e Marcílio Dias x Criciúma – as equipes à esquerda farão a segunda partida em casa. Concórdia e Tubarão decidirão, também em dois duelos, quem permanece na primeira divisão. O segundo confronto ocorrerá no Oeste. Apenas um cai, enquanto três sobem da Segundona – no segundo semestre – para o Catarinão ter 12 clubes em 2021.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Disputas esportivas continuam suspensas no Estado pelo menos até 5 de julho
Fesporte consulta federações esportivas sobre propostas de retorno das atividades em SC
Clubes da Série A do Catarinense fazem 605 testes e 9 dão positivo para o novo coronavírus
Dirigente de Xanxerê assume a Federação de Automobilismo de Santa Catarina
Concórdia batiza acordos com os jogadores de 'Bolsa Covid'
Chapecó tem atletas e técnico na seleção brasileira de handebol em cadeira de rodas
Clube de Basquete Xaxim volta aos treinos após dois meses
Fesporte apresenta propostas para cumprir calendário 2020 a dirigentes do Oeste
Só três times do Catarinense de Futebol confirmaram volta aos treinos presenciais
Em processo de dissolução, Truck Clube Chapecó doa R$ 40 mil ao Hospital Regional