Técnico Umberto Louzer valoriza marca na Chapecoense: 100 dias é um número expressivo

Por conta da parada, o treinador verde-branco disputou apenas cinco jogos

- Publicidade -
 

No segundo dia de atividades presenciais após o longo período de “stand by” por conta da quarentena, Umberto Louzer teve motivos para comemorar. Além da satisfação pelo retorno dos trabalhos, que ocorre de forma gradativa, o técnico chegou, nesta terça-feira (26), à marca de 100 dias no comando do time da Chapecoense.

Por conta da parada que já dura mais de dois meses - desde 16 de março -, foram apenas cinco jogos dirigindo a equipe do Oeste catarinense, com três vitórias e dois empates. “Na minha primeira entrevista, eu deixei claro o orgulho. Sabia da pressão, do momento, da responsabilidade, mas também sabia da importância e da grandeza desse clube. Do tamanho da oportunidade que eu estava tendo. Fomos felizes nesse primeiro momento. Conseguimos resgatar a confiança dos atletas. 100 dias é um número expressivo, principalmente pela cultura do nosso futebol e da rotatividade na questão de treinadores”, comentou Louzer.

Agora, o treinador da Chape aguarda, com ansiedade, a retomada das competições para dar sequência ao trabalho à beira do gramado. Enquanto isso não acontece, o comandante aproveita para matar a saudade do ambiente da agremiação verde-branca e para preparar os jogadores aos desafios da temporada. “Por mais que esse primeiro contato com eles não está sendo de maneira habitual, de ir a campo e fazer os treinamentos, já é um grande passo. A gente sai da plataforma virtual, começa a ter o contato, seguindo todos os protocolos”, observou.

Além da alegria pelo retorno dos trabalhos presenciais - segunda (25) e terça foram para avaliações físicas e nesta quarta (27) recomeçam os treinos -, Louzer elogiou a preocupação do Verdão em garantir a segurança e a saúde dos seus colaboradores e familiares. “Conseguimos fazer os testes (para a covid-19) nos atletas e nos colaboradores do departamento de futebol, bem como nos familiares, e estão todos aptos a iniciar as atividades”, disse. Das 221 pessoas testadas, duas tiveram resultado positivo – a mãe de um funcionário e uma colaboradora. Elas não apresentaram sintomas e estão em quarentena. Para Louzer, o clube tem dado aos atletas todas as condições necessárias para que voltem ao treino sem preocupações.

Recado ao torcedor

O técnico Umberto Louzer pediu para que os torcedores da Chapecoense mantenham a confiança e sigam fazendo a diferença. “Aqui, na Chape, a expectativa é que a gente possa cumprir com o contrato e ter conquistas aqui dentro. É por isso que nos dedicamos diariamente, para que, ao término da nossa jornada, possamos olhar pra trás e saber que tudo valeu a pena. Me sinto muito honrado e orgulhoso de defender as nossas cores. E é por isso que aproveito para deixar a minha mensagem pro torcedor, para que ele possa acreditar não somente no Umberto, mas em toda a comissão, atletas e pessoas que estão aqui na Chapecoense. Nós contamos muito com a ajuda deles, que são o maior patrimônio do clube. Eles sempre se mostraram presentes e nesse momento, mais do que nunca, tem que ser o diferencial para nos ajudar na jornada que teremos ao longo deste ano para que possamos estar sorrindo e conquistando os nossos objetivos”.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Chapecoense cria vaquinha virtual para honrar compromisso com os colaboradores
Atacante Roberto, da Chapecoense, segue internado após diagnóstico de coronavírus
Chapecoense volta para Chapecó e prepara nova rodada de testes para covid-19
Federação Catarinense adia jogos das quartas de final
Chapecoense vence o Avaí no retorno do Campeonato Catarinense
Chapecoense e os consulados de Grêmio e Inter se unem em ação solidária em Chapecó
Vamos torcer juntos pelo Verdão!
É hoje! Jogo entre Chapecoense e Avaí marca o retorno do Catarinão 2020
Chapecoense fará novos exames para covid-19 nos jogadores
Goleiro João Ricardo: temos que manter o sistema defensivo forte