Texto aprovado pela Alesc agrada o governo do Estado

Secretário Douglas Borba afirma que a espinha dorsal foi mantida, ou seja, dentro dos pilares da economicidade

- Publicidade -
 

O secretário de Estado da Casa Civil, Douglas Borba, afirmou que o governo estadual está satisfeito com o texto da reforma administrativa aprovado na tarde de quarta-feira (22) pela Assembleia Legislativa do Estado. Ele acompanhou pessoalmente a votação da proposta.

“É um texto que agrada o governo. O governo cedeu em alguns pontos, o Parlamento cedeu em outros. Mas a espinha dorsal foi mantida, ou seja, dentro dos pilares da economicidade, da eficiência da máquina pública, o objetivo do governo foi mantido”, afirmou o secretário.

Últimas notícias

Borba ressaltou que o modelo proposto na reforma já vem sendo testado desde o início do governo de Carlos Moisés (PSL), com bons resultados. O projeto aprovado também mantém a economia anual, estimada em R$ 125 milhões anuais, prevista pelo Executivo.

Cultura

Douglas Borba informou que o governo encaminhará para a Alesc, até julho, um projeto de lei para criar um fundo específico para o financiamento da cultura. Segundo o secretário, tal medida é necessária para que o Estado tenha acesso a recursos federais para a área.

A deputada Luciane Carminatti (PT) pretendia apresentar uma emenda em Plenário, durante votação da proposta da reforma, para a criação do fundo, entretanto, diante do anúncio do secretário da Casa Civil, decidiu aguardar o envio do projeto à Alesc.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Governo de Santa Catarina: Uma crise que não tem fim
Bolsonaro sobrevoa áreas atingidas por ciclone em Santa Catarina neste sábado (4)
Secretário nacional de Defesa Civil garante apoio a SC para minimizar danos do ciclone
Câmara Municipal de Chapecó encerra semestre com 750 proposições aprovadas
Bolsonaro vai sobrevoar região atingida por ciclone em Santa Catarina
Bancada federal se reúne com prefeitos para avaliar ações de apoio aos municípios atingidos pelo ciclone
Santa Catarina decreta calamidade pública por danos causados por ciclone
Ex-controladora adjunta afirma à CPI que Secretaria de Saúde recusou apoio da CGE
O que muda na eleição de 2020 com o novo calendário aprovado pelo Congresso Nacional
Câmara aprova PEC que adia eleições municipais para novembro