Concórdia começa neste mês a defender a hegemonia na Liga Nacional de Handebol Feminino

Competição inicia nesta quinta (15), mas a AAU/UnC estreia apenas no dia 29

- Publicidade -
 

Começa nesta quinta-feira (15) a 23ª edição da Liga Nacional de Handebol Feminino. A competição está dividida em três grupos: Conferência Centro-Oeste/Sudeste, Conferência Norte/Nordeste e Conferência Sul/São Paulo, grupo esse que, além da AAU/UnC Concórdia, conta com a também catarinense Blumenau/FURB, UNIP/São Bernardo e Pinheiros, de São Paulo, Cascavel e Maringá, do Paraná.

Segundo o técnico concordiense, Alexandre Schneider, essa foi a melhor maneira que os clubes encontraram para o campeonato deste ano, que terá a parceria da Confederação Brasileira de Handebol. "Os clubes se colocaram à disposição para auxiliar a confederação, principalmente porque ela passa por um momento de reestruturação, em função dos problemas que ocorreram (administrativos e financeiros), mudança da CBHb de Aracajú (SE) para São Paulo, falta de pessoal, etc”, disse.

Os times enfrentaram dificuldade em função do calendário. A proposta de datas foi sugerida com atraso e, em função disso, as equipes já estão pensando em 2020, onde a ideia é iniciar a Liga na segunda quinzena de abril. O primeiro jogo desta temporada colocará frente a frente São Bernardo e Cascavel, no ABC paulista, nesta quinta-feira.

Estreia

Atual bicampeão nacional, a agremiação de Concórdia vai estrear no dia 29 de agosto (quinta-feira), contra o Blumenau, fora de casa. Depois, a AAU faz duas partidas como mandante: Pinheiros, no dia 10 de setembro, e São Bernardo, no dia 12. A primeira ocorre até novembro, enquanto as finais estão previstas para o período de 18 a 22 de dezembro, após o Mundial de seleções, no Japão.

Equipe

Sobre a equipe da AAU/UnC Concórdia que irá disputar a Liga, o técnico Alexandre Schneider disse que, em princípio, o grupo de atletas irá sentir muito a saída de Tauani, base da defesa nas últimas cinco temporadas. Segundo ele, houve um contato com uma atleta que era de São Bernardo (SP). Outras contratações também são estudadas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Vôlei masculino de Chapecó vence amistosos contra Medellín
Chapecó perde final do Campeonato Catarinense Feminino de Vôlei
Chapecó conquista cinco medalhas no Campeonato Brasileiro de Karatê
Handebol feminino de Concórdia conquista importante vitória na Liga Nacional
Classes esportiva e política se movimentam para Verdão ter pista de atletismo sintética
Após acesso à Superliga Nacional B, vôlei feminino de Chapecó busca título estadual
Últimos dias para fazer a inscrição para a Corrida Rústica em Chapecó
Ex-chapecoense, goleiro Silvio Walenga é reforço do Concórdia
Vôlei: Times masculinos de Chapecó e Medellín se enfrentam em amistosos no Ivo Silveira
Adell/Unochapecó lidera a fase final do Campeonato Catarinense de Futsal Feminino Sub-17