Um olhar diferenciado para a saúde do homem

Terceira reportagem da série Novembro Azul apresenta os serviços e ações oferecidos pelos Centros de Saúde que reforçam a importância do autocuidado no dia a dia

- Publicidade -
 

No Brasil, segundo os dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), a expectativa de vida dos homens era de 72,5 anos em 2017, enquanto a das mulheres era de 79,6 anos.  

Um dos fatores que contribuem para esses números é a falta de preocupação dos homens com a saúde. Um exemplo são os dados parciais deste ano da Secretaria de Saúde de Chapecó, que apontam que 99 homens foram diagnosticados com câncer de próstata e 10 morreram pela mesma doença.

Para tentar mudar esse panorama, as ações voltadas à conscientização da saúde do homem são intensificadas neste mês. Seguindo proposta da Coordenação de Saúde do Homem do Ministério da Saúde, neste ano, o enfoque é integral para a saúde deles, e não apenas o câncer de próstata, com estratégias que reforcem a importância do autocuidado no dia a dia e abordem questões sobre planejamento familiar, saúde sexual e reprodutiva, paternidade ativa, hábitos de vida saudáveis e cuidado de doenças como diabetes e hipertensão.

Para isso, a Secretaria de Saúde organizou para que as equipes se insiram em espaços onde os homens atuam, trabalham, se reúnem, etc. O foco é descentralizar as atividades é atingir um número maior de homens, muitos em idade jovem, que dificilmente procuram os serviços de saúde.

Segundo a enfermeira, o pré-natal do homem está entre os enfoques e é um assunto relativamente novo, que muitos não sabem que existe. Aqui em Chapecó começou há pelo menos três anos, mas se fortaleceu no último ano e está disponível durante em todas os Centros de Saúde da Família e não precisam de agendamento prévio. 

“Todo o parceiro da gestante precisa fazer pelo menos um atendimento individual, geralmente é mais do que um, para realizar exames de rotina, testes rápidos ou exames de sangue para sífilis, hepatites e HIV. O ideal é que eles façam essa consulta no início do pré-natal. Além disso, a gente estimula que eles acompanhem o exame pré-natal, participem dos cursos de gestante, das visitas na maternidade”, explica a enfermeira da Coordenação de Estratégia de Saúde da Família, Micheli Bordignon.

A enfermeira reforça que o foco maior está nessa consulta por que quando o homem vai junto, é solicitado os outros exames e atualizado a vacina, já que eles também se vacinam menos. “Tudo isso a gente tenta fazer no Pré-Natal do homem. Para os que trabalham nós fornecemos a declaração de comparecimento, mas mesmo assim a adesão é baixa. Poderia ser melhor”, reforça Micheli.

Doenças que mais atingem os homens

Em Chapecó nos últimos anos as doenças circulatórias eram a principal causa de morte. Em segundo lugar vinham as neoplasias e em terceiro as causas externas (mortes violentas: suicídio, homicídio, agressões, etc).

“Neste ano, os dados parciais até o final de outubro, apontam que as neoplasias (aqui entram os cinco mais: câncer de pulmão, câncer de colo e reto, estômago e quarto lugar, próstata e leucemias), passaram para o primeiro lugar pela primeira vez”, afirma Micheli. A enfermeira reforça que fatores como hábitos de vida, falta de atividade física, obesidade e tabagismo contribuem para doenças cardiovasculares.

Ações preventivas

A Secretaria de Saúde de Chapecó organizou atividades para este mês em diferentes datas e espaços. No dia 23 em parceria com a Associação de Hipertensos e Diabéticos participará do Novembro Azul, das 7h às 17h, em frente à sede da ADHI, no Terminal Urbano de Chapecó.  

No dia 30, as 26 unidades de saúde estarão abertas das 7h30 às 11h30 e das 13h às 17h para campanha de vacinação contra sarampo. Nesse dia, os profissionais também estarão realizando atualização cadastral de todas as pessoas que procurarem as unidades. Para tanto, é fundamental que os usuários compareçam ao serviço portando documentos pessoais, cartão nacional do SUS, comprovante de residência e carteira de vacinação.

Atividades educativas nas empresas

Para os homens que trabalham durante o dia, as equipes dos Centros de Saúde da Família irão realizar atividades educativas em empresas em seus locais de abrangência durante todo o mês e também atividades de sala de espera nas unidades.

De acordo com Micheli, as atividades nas empresas serão combinadas com antecedência com o responsável e incluirão orientações sobre vários temas de saúde, aplicação de testes rápidos, verificação de glicemia e pressão arterial, bem como orientações sobre fluxos dos serviços de saúde, vacinação, pré-natal do parceiro e direitos dos trabalhadores, a partir de material produzido pelo Centro de Referência em Saúde do Trabalhador de Chapecó (Cerest).

Atendimento para os homens – prevenção todos os dias

No mês de novembro as ações de cuidados são concentradas, mas os homens que tiverem interesse, podem procurar as equipes dos Centros de Saúde da Família para conversar e esclarecer dúvidas sempre que necessário e em todos os meses do ano. Segundo dados da Secretaria Municipal de Saúde de Chapecó, em novembro de 2018, 31.765 homens de diferentes faixas etárias foram atendidos nos serviços da rede municipal. Além disso, foram solicitados 2.600 exames de sangue para investigação de alterações na próstata.

 

 

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Aparência e saúde
Câncer de mama é coisa de homem, sim
“Nunca na minha vida imaginei que o que eu tinha era um câncer de mama”
“O importante é não deixar se abalar, ter fé, confiar e cumprir as orientações”
Oito principais dúvidas sobre o Câncer de Próstata
Ary Fiorini venceu o câncer de próstata graças aos exames preventivos, fé e apoio da família
Um olhar diferenciado para a saúde do homem
Medidas importantes para desenvolver hábitos saudáveis
Prevenção, orientação e cuidado com a saúde do homem
Diariamente 42 homens morrem de câncer de próstata no Brasil