Uno Fashion Day apresenta um novo olhar sobre a moda e a consciência ambiental

Com o tema Reverberar , a 11ª edição do desfile apresentado pelos acadêmicos do 6º período do curso de Moda da Unochapecó, ocorreu nesta semana no Salão Nobre da universidade

- Publicidade -
 

Luz na passarela! Modelos esbeltos, coleções tendências e grandes marcas. Se é isso que te vem à mente quando pensa num desfile de moda, está na hora de ressignificar o conceito. Com o tema 'Reverberar', a 11ª edição do Uno Fashion Day, realizada na última quarta-feira (11/12), no Salão Nobre da Unochapecó, abordou o outro lado da moda, aquele que não vemos nas vitrines.

 

De acordo com a Organização das Nações Unidas (ONU), a indústria da moda é responsável por cerca de 8% a 10% das emissões globais de gases-estufa, além de ser o segundo setor da economia que mais consome água. Contrário a esses números, todas as peças criadas para o desfile deste ano foram confeccionadas a partir de materiais que iriam para o lixo.

 

No look criado pelo estudante Bruno Loch De França, por exemplo, a ideia foi demonstrar, literalmente, o quanto a indústria da moda sufoca e pode prejudicar as pessoas. Para materializar isso, a peça dele foi desenvolvida em alta-costura, com uma máscara e uma roupa toda fechada. "Durante o desfile, o modelo estava agonizando na passarela, para mostrar que esse estilo de moda prejudica muito as pessoas. No fim, quando ele tira a máscara, é uma forma de se libertar da moda, um jeito de dizer que não quer morrer por ela", explica.

 

Bruno fez parte do grupo que criou a coleção 'Wake UP', da 3ª fase do desfile, com a temática 'Salve o Social, Cultural e Ambiental'. Também foram criadas outras três coleções. Na 1ª fase foi apresentada a coleção 'Gaia', criada com o objetivo de ecoar o poder da mãe natureza. A 2ª fase contou com a coleção 'Manifesto pela Terra', que buscou mostrar a ressignificação de recursos. Por fim, a 4ª fase teve a apresentação da coleção 'Alma Verde', que mostrou em suas peças o caminho para a mudança. 



Também, no fim da apresentação das coleções, assim como a tradição dos desfiles de alta-costura, foi apresentado o look final conceitual, de uma noiva. Todas as coleções foram desenvolvidas por grupos de estudantes do 6º período do curso de Moda da Unochapecó. "A gente teve muito trabalho, chorou, se estressou, trabalhamos juntos, e foi uma experiência incrível de criação, de tudo que aprendemos esses anos e colocamos em prática. É uma coisa inexplicável. Ver na passarela o nosso trabalho é algo sem palavras", ressalta Bruno.

 

Show no palco, orgulho na plateia

Se por um lado os estudantes tiveram tantos desafios ao longo desse semestre para montar o desfile, quem esteve ao lado deles também estava ansioso para ver tudo que foi desenvolvido. Foi assim que pais e amigos dos estudantes, além da comunidade em geral, encheram o Salão Nobre. Mas na primeira fileira, alguns lugares estavam reservados, entre eles, os de Marcio Frey e Valdete Bach Frey, que vieram de Pinhalzinho para ver o trabalho desenvolvido pela filha Caroline. 



"É o primeiro evento deste estilo que a gente participa. Para mim foi algo novo, muito interessante, pois no nosso dia a dia não temos essa visão da moda. Para nós, ver o trabalho da Caroline é muita satisfação, um orgulho. É mais uma etapa vencida para ela", conta o pai.

 

Mensagem passada

O conceito de que fazer moda é abraçar ideias que anseiam por mudanças conscientes, humanizadas e carregadas de sentimento, é o que define esta edição do Uno Fashion Day. A professora Rachel de Quadros, responsável pela elaboração do direcionamento criativo do desfile, relata que, após o evento, o sentimento de gratidão e felicidade tomou conta de todos. "Foi uma forma diferente e audaciosa de apresentar uma coleção de moda. Os estudantes tiveram coragem de fazer diferente, e eu acho que esse resultado foi um desafio único na vida deles".


Rachel destaca, ainda, que o Uno Fashion Day é o momento em que os acadêmicos do 6º período colocam em prática todo o processo de aprendizado ao longo do curso. "Através das coleções que eles desenvolveram, conseguiram deixar a ideia principal do desfile, que é ressignificar a forma de produzir, criar e desenvolver moda. A mensagem foi passada, não só pelas peças, mas pela poética de cada detalhe da roupa, que também foi pensado para passar esse recado", finaliza.



 

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Prefeitura de Blumenau cancela Oktoberfest 2020
Chris Flores comandará “Desejos de Mãe” o novo programa do SCC/SBT
Nasa e ESA divulgam imagens do Sol obtidas pela Solar Orbiter
Unochapecó lança podcast de entrevistas
Enem e vestibular: o que não fazer na hora da redação
Cinco passos para a higienização correta de frutas, verduras e legumes
Saiba o que entra na Netflix em julho
Como descobrir mentiras por trás das máscaras
Usuários relatam bug no whatsapp que deixa todo mundo “off-line”
BRF moderniza processos no campo com aplicativo para integrados