Usina Foz do Chapecó fará manutenção e testes em sistema de alerta

Atividade ocorrerá entre quarta (4) e sexta-feira (6), com acionamento de sirenes e sinalização luminosa

- Publicidade -
 

Entre a quarta-feira (4) e a sexta-feira (6), a Usina do Foz do Chapecó fará manutenção e testes de rotina  do sistema de alerta do vertedouro. A atividade compreenderá o acionamento de sirenes e também da sinalização luminosa (giroflex), e será realizada em horário comercial.


Conforme a assessoria da Foz do Chapecó, o sistema é composto por sirenes e luzes, que são acionadas todas as vezes que a usina vai abrir as comportas dos vertedouros para escoar a água.


O sistema atua em uma área de 19km do rio Uruguai abaixo da barragem, percorrendo as cidades de Águas de Chapecó, São Carlos e Palmitos, em Santa Catarina e Alpestre, no Rio Grande do Sul. “Esse sistema é utilizado para avisar as pessoas que estão no leito do rio ou próximo as margens, com 90 minutos de antecedência, que as comportas vão abrir e que a vazão da água vai aumentar”, explica o diretor da Foz do Chapecó Energia, Otávio Luiz Rennó Grilo.


Como funciona o sistema de alerta?


Noventa minutos antes das comportas serem abertas, o sistema é acionado. Assim, quem estiver no rio será avisada com 1h30 de antecedência sobre a liberação de água. Os giroflex permanecem acessos até que o rio, naquele trecho, retorne à vazão mínima, enquanto as sirenes são acionadas de forma intervalada.

 

A Usina


A Usina Foz do Chapecó está instalada no Rio Uruguai, entre Águas de Chapecó (SC) e Alpestre (RS). Com quatro unidades geradoras, ela tem uma potência instalada de 855 megawatts, e sua capacidade equivale a 25% do consumo de energia do estado de SC ou 18% do RS, suficiente para abastecer cinco milhões de residências.


O vertedouro da usina é formado por 15 comportas que escoam a água não utilizada para geração de energia. Sua capacidade máxima de descarga se aproxima da capacidade de vazão da maior usina hidrelétrica em operação no Brasil: a Usina de Itaipu (somente 100 m3/s menor que Itaipu).

 


Com informações: Usina Foz do Chapecó

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Empresários são condenados por tentativa de fraude à licitação em Chapecó
Sete cidades do Oeste vivem epidemia de Dengue
Pacientes com Covid-19 agora irão receber visitas virtuais no Hospital de Xanxerê
Unochapecó faz capacitação para professores da região
Empresa levanta 80% de valor bloqueado por conta da Covid-19 em recuperação judicial
Acidente com caminhão e carreta é registrado em Cordilheira Alta
Mercadorias importadas ilegalmente são apreendidas em Chapecó
Acidente entre dois veículos deixa um ferido em Seara
Xanxerê tem primeira morte por coronavírus
São Miguel do Oeste tem 13 novos casos de coronavírus