Volante da Chapecoense Moisés Ribeiro sofre lesão no joelho e passará por cirurgia

Jogador estava fora por doping, suspensão finalizada na última semana. Alan Santos também está sob cuidado do departamento médico

- Publicidade -
 

O que se temia aconteceu. Se não bastasse o longo tempo cumprindo suspensão por doping, o volante Moisés Ribeiro terá de esperar pelo menos mais seis meses para jogar. O atleta da Chapecoense vai passar por cirurgia no joelho, conforme informado na tarde desta terça-feira (11). Outro volante, Alan Santos também teve lesão confirmada.

Durante treino entre os reservas do grupo profissional e jogadores das categorias de base do Verdão, na tarde da última segunda-feira (10), no CT da Água Amarela, Moisés Ribeiro sofreu uma torção no joelho esquerdo e saiu de campo carregado, com muitas dores. Ele foi submetido a exames, que constataram ruptura completa do ligamento cruzado anterior.

Moisés Ribeiro vai ser operado e não deverá voltar a atuar antes de agosto, quando a Série B do futebol brasileiro já estará no returno. Esta é mais uma notícia ruim para o meio-campista de 28 anos, que vive um verdadeiro drama na carreira. Em fevereiro de 2018, o jogador acabou flagrado no antidoping da Copa Libertadores da América – a substância encontrada até hoje não foi revelada – e acabou suspenso por dois anos.

O departamento jurídico da Chape tentou diminuir a pena aplicada pela comissão disciplinar da Conmebol, sem sucesso. Moisés Ribeiro sequer pôde treinar na agremiação neste período. A saída para manter a forma foi fazer atividades em separado. Ele se integrou novamente ao elenco na pré-temporada de 2020, podendo retornar aos gramados a partir do dia 7 de fevereiro. Havia a expectativa de que fosse relacionado para o duelo diante do Criciúma, neste sábado (15), às 17h, na Arena Condá, porém, lesionou-se.

Alan Santos

Quem também entrou para a enfermaria verde-branca foi Alan Santos. O volante sentiu o joelho esquerdo durante a derrota para o Marcílio Dias, no último domingo (9), em Itajaí, pela Série A do Catarinense, justamente em sua partida de estreia, e foi substituído no intervalo. Ressonância magnética revelou estiramento do ligamento colateral medial. O departamento médico avalia a necessidade de procedimento cirúrgico. Em caso de tratamento conservador, o jogador de 28 anos poderá ter condição de jogo em um mês.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Time feminino da Chapecoense retoma as atividades de olho no Brasileiro da Série A2
Bruno Silva e Evandro entram no BID e estão regularizados para reforçar a Chape
Chape sem Alan Ruschel e Denner contra o Náutico. Thiago Ribeiro é relacionado
Zagueiros da Chapecoense apresentam a nova camisa número 3 para celebrar título
Chapecoense volta a treinar após conquista do Estadual e apresenta atacante Felipe Garcia
Em 3 anos, Louzer vence 2° estadual da carreira. Primeiro no Guarani, agora na Chape
Para soltar grito de 'é campeão'. Chape chega com festa após resgatar hegemonia em SC
Jogadores da Chape dedicam conquista a massagista Douglas Mendes, que morreu em junho
Título premia recuperação da Chapecoense no Estadual
Campeã estadual, Chape desembarca em Chapecó na manhã desta segunda-feira